Adaptação (dos pais) à creche

Muito se fala sobre a adaptação dos filhos à creche. Mas, às vezes, o maior desafio é para os pais! Comigo também não foi fácil. Minha mais velha chorou um mês inteirinho até se apaixonar pela escolinha! Mas a mamãe aqui deve ter chorado o dobro!

Se você está passando pela primeira separação, deve pensar como eu pensava: “Ninguém vai cuidar do meu filho melhor do que eu”; “As professoras não sabem o jeitinho que ele gosta de dormir”, “Meu filho vai sofrer muito com a minha ausência pois somos grudados”; etc.

No entanto, quando não temos alternativa, o jeito é escolher uma creche de confiança e colocar na cabeça que estamos fazendo o melhor pelos nossos filhos! Seguem as minhas dicas:

Tenha ciência de que, mais cedo ou mais tarde, seu filho precisará dessa transição para crescer e se desenvolver;

Lembre-se de que o contato com outras crianças ajuda no desenvolvimento e na socialização do seu filhote;

Saiba que o contato com outros adultos também é muito importante para que a criança se torne independente do papai e da mamãe;

Reconheça que o choro na porta da escola é uma situação normal, que acontece com a maioria das crianças. Nos primeiros dias, você verá que não é só o seu filhote que abre o berreiro!

Se permita chorar também, porque nós, mamães, sempre sofremos com as transições! Serão muitas ao longo da vida…

Procure não ficar pensando no que seu filho estaria fazendo naquele exato momento. No início, sei que isso é quase impossível, mas tente ocupar a mente com outras tarefas;

Não desista logo de cara. Muitas crianças oferecem grande resistência no início, mas logo se adaptam;

Não sinta culpa ao deixá-lo na creche. O mais importante é que você tenha qualidade de tempo com seu filho e não quantidade. De que adianta ficar o dia inteiro com a criança e perder a paciência?!

Encare essa nova etapa como uma conquista! Se seu filho está vivendo essa transição, é porque está se desenvolvendo bem e isso é motivo de comemoração!

Ah! E quando você for buscá-lo na creche, cubra-o de beijos e abraços, pois não há momento melhor do que esse reencontro!

Boa sorte e muita felicidade nessa nova etapa! Estou na torcida para que tudo corra bem!

Slide2

Comments

comments

Author: Paola Lobo

Share This Post On

150 Comments

  1. Muito doído esse momento. Aqui estamos iniciando a segunda semana de adaptação. Eu fico na creche o esperando, e hoje comprovei que ele chora por estranhar a nova rotina e novo ambiente, pq mesmo eu sendo chamada para acalma-lo, ele ainda chora. Já chorei litros mesmo antes dele começar, mas infelizmente não tenho mais o que fazer. Rezar pra ele se acostumar logo, pq as tias são ótimas e pacientes com ele.

    Post a Reply
  2. Nossa estou ansiosa!!! As minhas gêmeas de 2 anos e 3 três meses, vao iniciar dia 15. E está todo mundo perguntando? Kkk se eu tbm já me fiz minha matrícula, pois eu tbm irei ficar
    Elas são puro bicho do mato, qdo vêem alguém estranho demoram umas 2 a 3 hs pra sair do colo… Estou imaginando como vai ser?! Só Jesus kkk

    Post a Reply
    • Sim, eu mudei Dudu de escola e estou participando da adaptação com ele. Nossa pergunta se ele me deixa, ele só vai ficar bem o dia que eu deixar ele sozinho. Mas cada escola é de um jeito.

      Post a Reply
  3. É Debora Falci Cassarotti , acho que foi mais difícil pra mim, mas agora estou adorando kkkkkkkk

    Post a Reply
    • Aiin nem me falaaa. Dia 15 eles começam Mila !!! Coração de mãe tá na boca rs’

      Post a Reply
    • Pois é acabei de ler a matéria e amei ! Vai ser bom pra eles e principalmente pra mim pois posso me organizar pra trabalho,pra tudo !

      Post a Reply
  4. Meu filho foi com 2a e meio e choramos muito. Mas se adaptou no segundo dia. E EU CONTINUEI CHORANDO POR MAIS UMA SEMANA

    Post a Reply
  5. Hoje, com a minha baby girl de 14 meses foi seu primeiro dia na escolinha! Não concordei com o método adotado com a adaptação, que são por 5 dias, em que a criança fica apenas duas horas e não tem contato com a mãe. Conversei com outras mães e psicólogas que também discordaram do método da escola. Porém, como eu realmente quero que ela inicie esse processo, não tive outra escolha a não ser aceitar e passar confiança pra bebê. Não chorei (no primeiro momento, claro), de cara ela foi com a professora. Poreeeeem, quando eu fui buscá-la e vi que a minha princesa estava no meio da sala, chorando, aos prantos, enquanto outro grupo de bebê brincava no cantinho da sala… Meu coracao partiu, entrei novamente no carro pra chorar… Doeu tanto! Nunca irei me esquecer disso. Me acalmei, e aí voltei. Vi seu rostinho todo vermelho de tanto chorar e a alegria em me ver novamente!!! Enchi de beijos e abraços… Ah! Como é difícil… Mas como é necessário, tento passar confiança e segurança pra ela…

    Post a Reply
    • Ai Thayz..vou ler com calma depois. Foi dureza hoje. Ouvi o choro desesperado dela. A hora que fui colocá-la no carro vi o joelho bem arranhado de queda. Daí, a hroa que cheguei em casa vi a testa machucada..e parte da face, perto do olhinho. Amanhã vou direto saber o que houve. Se for para ser assim não dá. :-/ É normal isso?

      Post a Reply
    • Raquel F. Mobrise te mandei inbox… Mas não é normal isso não

      Post a Reply
  6. Eu fico só pensando nisso, dia 15 a minha filhota começa meio período. Tem dia que fico preocupada. Por enquanto tento evitar em pensar nisso. Espero que ela aceite bem a escolinha. Ainda bem que é perto de casa, qlqr coisa corro lá rs

    Post a Reply
  7. Só de pensar que daqui 3 dias passarei por isso de novo só que agora em dose dupla ja me aperta o coração. Da primeira vez foi aos meus 17 anos com a minha princesa Ketlyn a 3 anos atráz pois ela foi para a creche com 1 aninho .Me lembro que ela chorou ao me ver partir e eu chorei junto com ela ao ter que ir embora mas graças a Deus ela super se adaptou e muito rapido.Hoje em dia ela adora a escolinha ,os professores e os amiguinhos,inclusive não ve a hora das aulas começarem.

    Agora depois de 4 anos passarei novamente pela mesma situação só que em dobro com meus gêmeos de apenas 5 meses. Tão novinhos e indefesos mas dara tudo certo com fé em Deus.

    Post a Reply
  8. Vou passar por isto agora.. Já trabalhei com educação infantil, mas agora estou no papel de mãe.. Quero só ver como vou me adaptar.. Rsrsrsrsrsrs

    Post a Reply
  9. Amanha meu pimpolho de 3 anos começa
    Vamos ver como vai ser pra ele e pra mamae principalmente

    Post a Reply
  10. Camila JP Arthur estou com o coração na mão com vontade de desistir de tudo mas tenho que ser forte pois será o melhor para ele. Criamos os filhos para o mundo.

    Post a Reply
    • eu sei como é….dá um aperto no coração….mas é para o bem dele..depois q o João acostumou, até pensei q devia ter colocado ele na escola antes

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook