Autoestima de Mãe

Essa semana fui convidada para participar de uma entrevista para um programa do canal GNT (#amo). Aí eu pensei com meus botões: será para o Meu filho come mal (sobre a turma que torce o nariz para o papá)??? Para o Bons Sonhos (sobre a turma que não dorme)??? Para o Boas Vindas (sobre a turma que está vindo ao mundo)???

Mas não. Era para o Superbonita (morri, genteeee!). E pensei: logo eu? Mãe de quatro? Com olheiras? Sem tempo? Frequentadora do pediatra e não da academia? Topei, é claro. Blogueira adora aparecer. Mas avisei: não sou princesa, viu? Sou mãe real! E era isso o que o programa queria mostrar (#porissoqueamooGNT).

Por que estou contando isso (além de querer mostrar que participei do programa… he he he)? Para falar que, desde que virei mãe, aprendi que é verdade o enorme clichê: a beleza é um estado de espírito. Vem de dentro mesmo.

Quando nossos filhos nascem, não temos tempo sequer de escovar os dentes. Que dirá fazer unha, frequentar salão, fazer cabelo. Quando vejo minhas fotos de mãe de recém-nascido (descabelada, com olheiras e sutiã aparecendo), levo um susto, mas começo a rir da beleza que está por trás disso tudo. Da beleza de olhar pra trás e ver que construí uma história. Da beleza da missão de ser mãe.

Comigo foi assim: fiquei destruída no pós-parto da minha primeira filha. Ela quase não dormia (e eu tb). Ela chorava o tempo todo (e eu tb). Como cuidar da aparência se o que você quer é só dormir? A recuperação da minha autoestima veio aos poucos. Voltei a frequentar academia somente três anos depois.

Com os trigêmeos, foi uma loucura muiiiiito mais punk. Eles quase não dormiam (e eu tb). Eles choravam muito (e eu tb). Eles eram três (e eu era uma). Emagreci demais e fiquei muito abatida. Mas já era mãe e sabia que iria passar. E passou!

Hoje eles estão com três anos. Consigo me exercitar, fazer minhas unhas e cuidar um pouco mais de mim. Mas a principal mudança foi na minha cabeça. Parei de me culpar. Parei de querer ser perfeita. É uma autoestima diferente. Sou feliz dentro do pouco que consigo fazer por mim mesma. E tá ótimo. O que são estrias, olheiras e cabelos despenteados perto de uma vida bem vivida? Nadinha!

Encerrando a entrevista para o Superbonita, me perguntaram: como você se sente hoje com seus filhos? Realizada. Tem coisa melhor?

Obrigada, equipe do SuperbonitaKarol Conka !!! #amei



Obrigada, equipe do SuperbonitaKarol Conka !!! #amei

P.S. A data de exibição ainda não foi definida! Prometo avisar!

Comments

comments

Author: Paola Lobo

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook