Doutora Mamãe: dicas para o desfralde

Por Amanda Amaral, a Doutora Mamãe!

DOUTORA MAMAE REDUZIDA

Mamães e papais,

O início do treinamento do uso do vaso sanitário é em torno de 2 anos de idade, podendo ser uns meses mais cedo ou mais tarde.

Alguns estudos mostram que crianças cujo o desfralde se iniciou antes de 18 meses estão prontas para obter total controle dos esfíncteres por volta dos 4 anos, enquanto aquelas que iniciaram aos 2 anos obtém total controle aos 3 anos. Portanto, forçar um treinamento antes da criança estar realmente preparada, pode atrasar o aprendizado.

Cada criança é única e tem o seu tempo, por isso não existe um esquema rígido para esse treinamento. O processo pode ser simples e rápido com um filho e mais demorado com outro. Caso perceba que ele ainda não está apto, o processo deve ser interrompido e reiniciado em outro momento.

  • Como saber se seu filho está preparado?

Ele deve conseguir atender ordens simples, passar mais tempo com a fralda seca durante o dia, se mostrar incomodado quando a fralda está suja e começar a avisar quando fizer xixi ou cocô. Isso geralmente ocorre entre 24 e 36 meses.

  • Algumas dicas para o desfralde:

Observe qual é o horário que a criança costuma evacuar. Nesse horário, coloque-a sentada no penico, explicando de forma simples a importância de usá-lo. Se o seu filho não se adaptou ao uso do penico e prefere o vaso sanitário com adaptador, é recomendado apoiar seus pés em um banquinho para dar sustentação.

Com o tempo, a criança começará a avisar que está com vontade de fazer cocô ou xixi. Às vezes, ela vai se esquecer, principalmente quando estiver entretida com alguma brincadeira, e fará na calça. Não se irrite! Limpe-a e peça para ela chamá-lo da próxima vez.

A liberação involuntária de urina à noite é normal até 5 a 6 anos de idade. A retirada da fralda noturna pode ser feita 6 a 9 meses após o desfralde diurno. Nesse momento, evite que seu filho beba muito líquido cerca de 1 hora antes de dormir e estimule-o a urinar antes de se deitar.

⇒ Atenção: É preciso ter muita paciência e perseverança para conduzir o treinamento. Não deve ser feito com agressões ou críticas diante dos fracassos, mas sim, com elogios diante dos sucessos. A criança precisa se sentir segura e ser encorajada a continuar o aprendizado!

Um beijo,

Amanda

DOUTORA MAMAE IMAGEM

Amanda Amaral é pediatra, mãe do Gustavo e autora do blog Doutora Mamãe, também com uma linda página no Facebook! É um prazer ter você conosco, Amanda!

EBOOK GRATUITO!

CAPA 3D

Comments

comments

Author: Paola Lobo

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook