5 perguntas ao odontopediatra

Você sabia que o leite materno tem anticorpos que protegem a boca do bebê? Que você pode fazer seu filho aprender a gostar de escovar os dentes, sem relutar? Que já pode usar a escova assim que nascer o primeiro dentinho?

Elaboramos 5 perguntas, que foram respondidas pela professora e doutora em odontopediatria Sandra Kalil,  em parceria com a FGM Produtos Odontológicos.

A partir de qual idade devemos nos preocupar com a higiene bucal dos bebês?

A preocupação deve existir desde antes o irrompimento dos dentes decíduos (dentes de leite). O ideal é que a gestante passe em consultas para o Pré- Natal Odontológico, em que cuidará da sua própria saúde e receberá orientações importantes para o futuro de seu bebê. Se isso não ocorrer, é  importante que os pais levem a criança nos seus primeiros meses de vida a um odontopediatra. Nessa consulta além das orientações de higiene e alimentação, um exame clínico será realizado para verificar a saúde bucal do bebê. Vale lembrar que nas maternidades é realizado o teste da linguinha, onde é verificado o freio lingual da criança. Se a intervenção for necessária, os pais devem procurar imediatamente um odontopediatra.

Para os bebês que não têm dentes, como podemos limpar a gengiva? Com qual frequência fazê-lo?

A limpeza pode ser realizada com uma gaze embebida em água filtrada, mas esse procedimento não deve ser realizado rotineiramente nas crianças que são amamentadas e não possuem dentes. O leite materno contém importantes anticorpos que protegem a boca do bebê e são também absorvidos pela mucosa. Ou seja, a limpeza da gengiva e língua só deve ser realizada quando houver um acúmulo grande de resíduos.

A partir de qual idade devemos escovar os dentes? Existem escovas específicas? E como devemos proceder o uso do fio dental?

O dente deve ser higienizado a partir do momento em que ele aparece na cavidade bucal, independentemente da idade da criança. Para isso pode-se utilizar escovas infantis adequadas para o tamanho da cavidade bucal e quantidade de dentes (hoje existem no mercado escovas específicas para cada idade).

Como lidar com crianças de relutam em escovar os dentes? Existe alguma técnica para facilitar a cooperação?

Escovar os dentes é um hábito que a criança levará por toda a vida, realizando todos os dias, pelo menos 3 vezes ao dia. Portanto, não há como contestar. Deve ser introduzido na rotina como alimentação, banho e sono. É absolutamente normal que a criança relute, mas os pais não podem ceder. Insistência, paciência, uso de materiais lúdicos como bonecos, músicas podem ajudar. Escova coloridas, pastas temáticas, tudo é válido.

As mamadas noturnas favorecem a cárie? Como evitar a chamada “cárie de mamadeira”?

Na verdade hoje chamamos de Cárie precoce da infância  (ECC Early Childhood Caries). A definição mais recente de cárie dentária é “uma disbiose desencadeada pelo consumo de açúcar”, onde não há um micro-organismo específico envolvido no processo, já que em condições normais, a relação dos humanos com os microrganismos envolvidos no processo de cárie é de simbiose.  Ou seja, o grande responsável pela doença é o açúcar consumido em excesso.  Logo, para se evitar as lesões de cárie em crianças devemos principalmente evitar o consumo de açúcar, ou seja, o grande vilão não é a lactose ou leite materno, e sim os complementos utilizados na alimentação diária da criança. Para minimizar os riscos, devemos ainda instruir a higienização correta, principalmente antes de dormir.

*Agradecemos à FGM Produtos Odontológicos por disponibilizar  o profissional para a produção deste post.

grade pagina duplabbaaa

Você também vai curtir:

Comments

comments

Author: Paola Lobo

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook