Mãe à beira dos 40

IMG_5728

Quando me pego correndo atrás de criança à beira de completar 40 anos, me dá uma imensa vontade de rir. Não sou mais aquela mãe de primeira viagem, no auge dos meus 28 anos de idade. Não tenho mais todo aquele pique, nem coluna, nem preparo físico.

Mas olha como a natureza é sábia: hoje não tenho mais a mesma ansiedade de antes. Se não conseguir realizar algum sonho, não é nenhum fim do mundo. A gente ainda sonha, mas aprende a se adaptar e ser feliz com que tem.

Me tornei mais flexível comigo mesma, com muito menos cobranças do que antes. Não fico mais na ânsia de realizar o impossível e ser perfeita. Quero apenas levar uma vida normal e ser feliz. Sem medo e sem a implacável culpa de mãe (que às vezes, é claro, insiste em bater à porta).

Uma amiga minha, praticante de corrida, certa vez me disse que a maioria dos maratonistas tem mais de 40 anos. Motivo? A prova de resistência envolve bem mais o cérebro do que o corpo. Os mais jovens nem sempre aguentam o tranco. É exatamente como me sinto hoje.

Apesar de ser pirada, tenho mais paciência e menos expectativas. Passo horas sentada no colchãozinho da sala com meu quarteto fantástico. Todos os dias enfrento uma maratona, com situações inacreditáveis, de fazer rir e chorar ao mesmo tempo. Mas, quando olho para os quatro brincando no chão, com suas fofurices e arranca-rabos, tenho a esperança de atingir com louvor a linha de chegada. Não pela rapidez, mas sim pela persistência.

Você também vai curtir:

Comments

comments

Author: Paola Lobo

Share This Post On

7 Comments

  1. Nunca comento, mas hj resolvi escrever.

    Adoro o seu blog, adoro o jeito divertido que vc escreve. Preciso dizer.. hehehe.. vc é demais!!

    Bjos

    Post a Reply
    • Ahhhh Alessandra!!! Não imagina como fico feliz! Muito, muito obrigada! Grande beijo!

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook