Fim da licença-maternidade

Você aí que está chorosa porque vai voltar da licença-maternidade, aproveite para pensar um pouco sobre o lado bom disso tudo!

Tá certo que a gente fica arrasada em desgrudar do filhote pela primeira vez. Fica apavorada e acha que ninguém vai cuidar dele direito. Fica desesperada com essa ruptura tão brutal…  Não vou ficar falando sobre as dificuldades, porque você tem razão em se preocupar. Mas, como estou aqui para lhe alegrar, olha que bacana…

Vamos falar sobre o lado positivo. Voltar a trabalhar é muito bom, menina! Primeiro, porque você precisa ajudar no sustento da família, a não ser que tenha nascido rica, casado com um rico ou acertado na megasena (no meu caso: não se aplica, não se aplica e não se aplica). Se dinheiro não for problema (quem me dera), saiba que mesmo assim é chique e descolado ser uma mulher independente.  Então não pense em abandonar sua carreira, viu? E ainda tem o fato importantíssimo de seu filho se orgulhar de você! Minha mãe não tinha tempo para nada, trabalhava muiiiiito e tenho o maior orgulho dela, viu dona Ondina?

Agora, vamos às outras vantagens de voltar ao batente: você vai comer sentada, ir ao banheiro sem ser interrompida, escovar os dentes e, olha que luxo, passar fio dental. Há quanto tempo você não faz uma coisa dessas? A não ser que seja estivadora, vai passar oito horas sem carregar peso, sem agachar ou sentar no chão. Vai poder ouvir o silêncio. Duvido que seu local de trabalho seja mais barulhento que sua casa. Vai poder tomar um café quente (emocionei). Vai ver pessoas (mãe de recém-nascido não vê pessoas). Vai conversar sobre assuntos variados. E a grande verdade que ninguém tem coragem de admitir: você vai descansar no trabalho!

Para sair de casa, vai ser obrigada a se arrumar o mínimo, porque não poderá assustar seus colegas com visual de mulher das cavernas. Vai ser obrigada a fazer a unha de vez em quando e dar um trato na sobrancelha. Você vai recuperar à força sua autoestima!

E quando chegar em casa renovada, vai viver o melhor momento do mundo, que é reencontrar o seu bebê e matar as saudades! Gostou? Fala a verdade? Deu uma pontinha de vontade de cancelar as férias pós-licença e voltar logo, não?

Você também vai curtir:

Comments

comments

Author: Paola Lobo

Share This Post On

4 Comments

  1. Olá!
    Sou mãe de gêmeas de 4 meses e meio.
    Amei o post… contando os dias para retornar ao trabalho.
    Bjs

    Post a Reply
    • Olá Cassiane! Nossa, quatro meses e meio! Essa fase é dura! Os meus estão com um ano e meio e a situação já melhorou um pouco. Mas não vejo a hora de completarem três ANOS…rs Confesso que voltar a trabalhar foi muiiiito bom pra mim…rs Um grande beijo e obrigada por nos acompanhar!

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook