Relato de parto gemelar, pela mamãe Sandra

Demorei um certo tempo para engravidar e, quando recebi meu positivo, já foi uma festa! Imagina quando, com 6 semanas, dois corações batiam junto ao meu?! A família não se aguentava de alegria!

Após uma gravidez típica de gêmeos, com vários exames e ultrassons, o radiologista me dizia que meus bebês eram sempre grandes (o que me fez passar por três exames de diabetes gestacional, todos negativos). Quando chegamos a 28 semanas, eu passei a sentir minha barriga endurecendo mais vezes, fui no banheiro e vi que o tampão saiu!

Liguei para médica e ela falou: “acho melhor você ir para o hospital, pelo menos para ver como está!”. E então realmente tinha começado minha dilatação. Eu acho, que o peso estava grande ali: dois bebezões e um corpo materno de primeira viagem, ou deveria ter feito mais repouso, não sei!

Começamos uma rota de hospitais. Onde vagava a UTI Neo Natal, eu me internava. Passei por Brusque, Itajai, Balneário Camboriú e por aí vai! Tive duas inibições de trabalho de parto, onze injeções de corticóides, 35kg a mais, passei a não conseguir mais andar por causa do peso. Meus dias internadas foram seguindo, pois já estava com 5cm de dilatação. Assim segui, na expectativa, com medo, com contrações irregulares e apavorada pois não queria que nascessem prematuros, mesmo que tivessem bom peso. Queria que segurasse o máximo possível, foram na verdade 35 dias de hospital!!!

No final, com 34 semanas e 5 dias, meu trabalho de parto foi muito rápido! Eu sempre tive contrações, mas sempre irregulares, e de uma hora pra outra, começaram a vir a cada 5 a 3 minutos!

Me levaram para o Centro Obstétrico e começaram a me examinar e me disseram: “Mãezinha, essas contrações não valem, ainda vai demorar para esses bebês saírem daí”, e me colocaram em uma cadeira pra me liberar pro quarto de novo! E ali, sentada, eu sentia dores fortíssimas, mas como minhas bolsas não estouravam, eles não me davam bola e me deixavam ali me monitorando, até a hora que eu comecei a chorar!

Não aguentava mais, e não sei, por Deus, chegou uma outra gravida de gêmeos com bolsa rota que ficou com as vagas dos meus bebês e eu tinha que ser transferida!!!

Chamaram uma ambulância, me colocaram na maca e me levaram pelo hospital. Era cômico as pessoas me olhando, eu naquele estado com a maior barriga do mundo, morri de vergonha! Foram 10 minutos pra chegar no hospital, e adivinha, o medico me examinou, olhou para enfermeira e disse: 9cm de dilatação pode preparar ela para o parto normal!!!

E assim foi, todo o procedimento, estava sendo preparada, quando daí chegaram os pediatras da Neo e disseram: “Ela tem que fazer cesárea, pelo bem dos bebês!” Então fui para cesárea, meu marido chegou, e tudo foi muito rápido. Logo ouvi um choro seguido do outro. Laura havia chegado com 48cm e 2,800kg e Lucas, 46cm e 2,650kg!

Esperei pra ver meus bebês, minha Laura eles só mostraram e correram com ela (precisou de oxigênio), e o Lucas colocaram comigo um pouco para eu senti-lo e logo o levaram também!

Assim que me levaram para o quarto, eu não consegui descansar, contei os minutos para enfermeira vir para tomar banho e ver meus filhos. Minha vontade era maior que a dor depois da cesárea e de ir andando abaixada pelos corredores até a Neo. Não tem como descrever seus filhos pela primeira vez, triste foi vê-los em incubadoras, não poder pegá-los e amamentá-los!

Por 8 dias eles ficaram na UTI eu passei esses dias, saindo da minha casa para passar o dia inteiro no hospital com eles do outro lado da cidade, e quando pude levá-los, foi melhor sensação do mundo! Rezo muito pelas mães de bebês prematuros, ou que precisem de UTI, é uma situação tão delicada, que demanda muita perseverança e fé!

Amanhã eles fazem 7 meses, os melhores sete meses da minha vida! Amo ser mãe, amo cuidar dos meus gêmeos, amo tudo que estou vivendo!

96aa59b3-8e3a-4e7b-82e6-a6c8ee79db100c229742-4cff-409a-b886-03a12be6badb

Obrigada, mamãe, por compartilhar esse momento! Você tem uma história bacana pra contar? Basta escrever para contato@maepirada.com.br e enviar uma foto sua com o(s) filhote(s)!  Vamos ficar muito felizes!

Comments

comments

Author: Paola Lobo

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook