Vai fechar a fábrica?!

Post publicado originalmente na nossa coluna da Revista Crescer!

 

Você acaba de sair da cobrança de ter filhos quando vira mãe! Mas passa um tempinho e lá vem o povo perguntar se vai fechar a fábrica!

Vira e mexe, perguntam isso pra mim! E eu penso: sabe contar nos dedos, amigammmmm? São quatro! Sim, fechei a fábrica. Cortei. Selei. Lacrei. No way. Tá ótimo, graças a Deus.

Pra você que tá em dúvida se fecha ou não, deixo aqui minha humilde contribuição… Decida única e exclusivamente com base na sua opinião, no seu coração, na sua cabeça. Não ceda a pressões dos outros porque senão a gente enlouquece.

Existe o bloco do “tem que ter mais um”, “quem tem um não tem nenhum” (que feioooo), “tem que ter dois pra revezar na sua velhice”, “ser sozinho é muito ruim”, “onde come um comem dois” e por aí vai…

Por sua vez há os defensores do PFU (Partido do Filho Único), por causa do custo de vida, do excesso de juízo, da preguiça de recomeçar, etc.

Quando decidi ter o segundo filho, tomei a decisão com base na minha vontade e ponto final! Não busquei justificativa em frases prontas, mas sim no que eu queria do fundo do meu coração.

É claro que avaliei aspectos práticos, como custo de vida e a coragem de recomeçar nove anos depois do primeiro filho. Mas a minha vontade prevaleceu!

Só não imaginei que viriam trigêmeos (sem inseminação!!!) e que minha vida viraria de cabeça pra baixo! Mas foi a melhor coisa que me aconteceu na vida! Muito louco isso. Até hoje eu não acredito!

Então eu decidi “fechar a fábrica” de vez. O obstetra perguntou milhões de vezes se eu tinha certeza de que queria operar para não ter mais filhos. “Ô doutor! Cê tá de brincadeira? Acho que já dei minha humilde contribuição para o povoamento do planeta, né?”. E assim foi feito: encerrei a fábrica definitivamente.

Agora, quando alguém me pergunta: “Vai fechar a fábrica?”, eu respondo com cara séria, mas rindo por dentro: “Não! Estou tentando mais um casalzinho”. E a conversa termina ali.

Comments

comments

Author: Paola Lobo

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook